ALGARVE ÚLTIMAS

E ao quinto dia, direção do fogo de Monchique passa para o comando nacional

.

O ministro da Administração Interna anunciou há poucos minutos que a coordenação do incêndio vai passar a ser feita a nível nacional, na dependência direta do comandante nacional.

Atualmente, estão no terreno 13 meios aéreos, helicópteros e aviões, e cerca de 1200 operacionais.

O incêndio continua com duas frentes: a de Casais e a da Barragem de Odelouca. O vento forte e errático tem sido o principal obstáculo dos bombeiros no terreno.

Cerca de 250 pessoas foram obrigadas a deixar as suas habitações. O presidente da Câmara de Monchique, Rui André, afirma que “menos de 10 casas de primeira habitação” foram consumidas pelas chamas.

Ao todo, o incêndio que lavra há cinco dias já destruiu cerca de 20 mil hectares e provocou até ao momento pelo menos 30 feridos. Uma das vítimas é uma idosa de 76 anos que está hospitalizada em Lisboa.

Uma impressionante nuvem de fumo gigante cobre toda a serra até ao litoral.

Várias estradas estão cortadas ao trânsito, nomeadamente as que ligam a vila de Monchique à Fóia, à Nave e a São Marcos da Serra, assim como a que liga a Portela da Viúva à Foz do Besteiro.

NC|JA

Advertisements

Assine já com 10% de desconto. Cupão: CPNOVO Ignorar

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: