ALGARVE

Embarcação com sete marroquinos intercetada perto de Olhão

 Uma embarcação com sete homens, alegadamente de origem marroquina, foi hoje intercetada, na costa perto de Olhão, pela Polícia Marítima, disse à agência Lusa fonte da Autoridade Marítima.

Os sete ocupantes da “pequena embarcação”, que “dizem ser de origem marroquina”, foram transportados para as instalações da capitania do porto de Olhão, depois de terem sido munidos com luvas e máscaras, onde “estão em isolamento” (devido à pandemia da Covid-19), disse o comandante Fernando Pereira da Fonseca, da Autoridade Marítima Nacional.

Dois daqueles cidadãos foram assistidos por uma equipa do INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica), um por se ter sentido indisposto, outro por ter sofrido escoriações, adiantou a mesma fonte, referindo que se trata de ferimentos ligeiros em ambos os casos.

Quando foram intercetados, os sete homens tinham consigo, no barco em que se faziam transportar, roupa, comida e jerricãs de combustível.

O caso já foi comunicado ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), indicou a mesma fonte.

O barco, com seis metros, foi intercetado por duas embarcações da Polícia Marítima de Olhão e de Faro, hoje, pelas 12:15, junto à ilha da Culatra, na Ria Formosa, no concelho e distrito de Faro.

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
Bloggers %d como este: