ECONOMIA ÚLTIMAS

Emprego aumenta pela primeira vez em época baixa

centro-de-emprego-iefp
Pela primeira vez no Algarve, há menos desempregados em Setembro do que em Agosto

De acordo com os dados divulgados esta quarta-feira, 20 de Outubro, pelo IEFP, o número de desempregados registados nos centros de emprego em Setembro era inferior em comparação homóloga e face ao mês anterior.

O Algarve tinha, no final de Setembro, 16.332 desempregados registados nos seus serviços, menos 34 (-0,2%) do que no mês anterior.

Em 2020, de Agosto para Setembro, houve um aumento de 4,3% do desemprego e, em 2019, ou seja antes da pandemia, essa subida foi de 12,6%.

Em termos homólogos, ou seja entre Setembro de 2021 e Setembro de 2020, houve uma diminuição significativa dos desempregados inscritos: menos 4.978 (-23,4%).

Desde 2003, primeiro ano a haver registos (estatísticas divulgadas no portal do IEF), que não se verificava, uma descida no desemprego de Agosto para Setembro,

Setembro com mais ofertas de emprego

Além de haver uma descida nos desempregados inscritos, as ofertas de emprego, em Setembro de 2021, registaram uma subida significativa em relação ao período pré-pandemia. Apesar da descida em relação a Agosto (-39,8%), tiveram um aumento de 38,1%, em relação ao período homólogo, e de 82% em relação a Setembro de 2019.

A sazonalidade é, reconhecidamente, um dos problemas para a sustentabilidade do Algarve enquanto destino turístico e responsável por quebras substantivas de fluxos e de receitas turísticas, que naturalmente afetam as taxas de empregabilidade. Os responsáveis regionais acreditam que o bom tempo, que este ano se está a prolongar até Outubro, a retoma do golfe, o aumento de voos no aeroporto, e grandes eventos como o MotoGP, contribuem para diminuir os efeitos da sazonalidade e potenciar a criação de emprego no Algarve fora da época alta.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste