Empresa algarvia investe na produção de ostras e mexilhões

.
.

Com 178 anos de história, a Companhia das Pescarias do Algarve pretende afirmar-se, dentro de dois anos, como “o maior produtor de bivalves da Península Ibérica”.

A empresa algarvia prevê produzir “três a quatro mil toneladas ano” numa superfície reservada na ilha da Armona, em Olhão, sendo que setenta por cento da produção de mexilhões destinam-se à exportação.

“Neste momento já temos encerradas as encomendas de Natal para Paris e Bruxelas e os restantes trinta por cento vão para as grandes empresas de distribuição do mercado nacional e uma franja da restauração gourmet. Hoje mesmo, está a seguir da nossa fábrica a primeira entrega ao grupo Jerónimo Martins”, referiu na semana passada o administrador da Companhia das Pescarias do Algarve, António Farinha…

(Toda a informação na última edição do JA – dia 3 de outubro)

Nuno Couto/JA

ncouto

ncouto

Jornalista. Carteira Profissional - 3143-A
Portugal

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste