ECONOMIA

Empresa de canábis em VRSA autorizada a cultivar, exportar e importar

grafica-2-canabis-vrsa-int
A localização da fábrica.

A Cannprisma – Premium Medical Grade Cannabis, que será instalada em Vila Real de Santo António, recebeu no início deste mês a autorização oficial para cultivar, processar, importar e exportar produtos à base de canábis para fins medicinais, anunciou a empresa.

Esta autorização foi dada após uma visita presencial do Infarmed, da Polícia de Segurança Pública e da publicação em Diário da República, significando que a empresa algarvia cumpre com as Good Agricultural and Collection Practices (GMP).

Devido à pandemia de covid-19, este processo de obtenção de licença definitiva sofreu um atraso.

A unidade de cultivo e processamento situa-se no concelho de Castro Marim, com 10 hectares, contemplando cerca de 3000 metros quadrados de estufas e infraestruturas com tecnologia de última geração, “respeitando todos os padrões de qualidade exigidos”, segundo o comunicado.

Já a fábrica, localizada perto do Farol de Vila Real de Santo António, tem a previsão de conclusão de construção no final deste ano, tal como a sua autorização de funcionamento GMP por parte do Infarmed. No entanto, esta fábrica já possui uma decisão de aptidão do Infarmed.

“Portugal reúne, neste momento, as melhores condições estratégicas para a implementação desta nova área de negócio: o clima, localização, recursos humanos, conhecimento, política, legislação aplicável, entre outras”, refere a empresa.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste