EN125 volta a liderar ranking das estradas mais perigosas

A estrada nacional 125 voltou a constar na lista das mais mortíferas, com cinco pontos negros identificados no ano passado

A estrada nacional que atravessa a região de uma ponta à outra voltou ao topo da lista das vias mais perigosas do país, apresentando cinco zonas onde se acumulam os acidentes com vítimas, os chamados “pontos negros”. E os primeiros meses de 2018 mostram que o número de acidentes e mortos continua a aumentar…

 

A via que atravessa doze dos dezasseis concelhos da região do Algarve, ligando Vila Real de Santo António a Vila do Bispo, e que a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) tem colocado frequentemente, nas últimas décadas, no primeiro lugar do ranking das estradas mais mortíferas do país, voltou a ser em 2017 a via com mais pontos negros a nível nacional.

No ano anterior, a EN125 tinha conseguido sair do topo desta lista, apresentando apenas dois lanços perigosos. Mas agora, segundo os últimos dados oficiais, divulgados na passada terça-feira, nos 187 quilómetros da estrada nacional foram identificados cinco pontos negros – lanços de estrada com um máximo de 200 metros de extensão onde se registaram pelo menos cinco acidentes com vítimas.

O JORNAL DO ALGARVE apurou que, já em tempos, estes pontos negros, localizados maioritariamente entre os concelhos de Lagoa e Faro, tinham sido apontados como locais perigosos onde ocorrem muitos acidentes com vítimas. E nem a recente requalificação de parte da EN125 veio alterar, até agora, esta situação…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 24 DE MAIO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste