Encerrou da 9ª Edição do Farcume de Faro

A 9ª edição do Farcume – Festival Internacional de curtas-metragens de Faro, encerrou no passado dia 26 de outubro, um festival organizado pela FARO 1540 – Associação de Defesa e Promoção do Património Ambiental e Cultural de Faro.

A edição deste ano decorreu entre os dias 5 e 26 de outubro, contando com a exibição de cerca de 60 filmes, de mais de 20 países, com mais de 500 espetadores que visionaram os filmes nas variadas salas que acolheram o Festival. Diversos diretores de outros festivais, realizadores e profissionais de distintas áreas relacionadas com a sétima arte participaram neste evento.

Sendo que, a última sessão foi dedicada a realizadores algarvios e decorreu no antigo Cinema Ossónoba, em Estoi, contando com a presença dos realizadores Diogo Simão e Fernando Mártires. Este foi o momento em que se anunciaram os vencedores da 9ª edição deste Festival.

“Na categoria de ficção o grande vencedor foi o filme iraniano “Cellmate”, do realizador Behzad Khodaveisi, um filme sobre a problemática das “noivas-crianças”, casamentos forçados entre homens adultos e crianças, que ainda ocorrem em diversos países. Na categoria de documentário o vencedor foi “Exodus”, do realizador alemão Oliver Stiller. O filme acompanha a caravana de refugiados que, em 2018, fugiram da pobreza e do crime organizado e abandonaram as Honduras, Guatemala e El Salvador, rumando à fronteira entre os EUA e o México em busca de uma vida melhor. Na categoria de animação, o vencedor foi “The Music Box”, do realizador chinês Joe Chang, um filme em que o autor relembra os crimes cometidos durante a chamada “Revolução Cultural Chinesa”, liderada por Mao Tse Tung”, explicou a organização.

Os vencedores retratam fenómenos de grande complexidade e preocupação, tais como: os casamentos infantis, a tragédia humana associada aos movimentos migratórios, o sofrimento de povos oprimidos vítimas de regimes não democráticos.

“A FARO 1540 preocupada com a defesa dos direitos humanos, tem promovido iniciativas que estimulam a reflexão consciente e crítica de todos os cidadãos sobre problemáticas sociais da atualidade que ferem os princípios basilares da dignidade humana. Na sequência desta visão, a FARO 1540 dedicou a 3.º edição do Fartoon, a realizar já no mês de novembro, ao fenómeno migratório”, referiu a organização.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste