CULTURA

Engenheiro Tito Olívio recebe Prémio Carreira

A Ordem dos Engenheiros atribuiu no final do mês de outubro a distinção de “Prémio Carreira 2020” a Tito Olívio pelos seus mais de 60 anos dedicados à engenharia civil.

Tito Olívio Henriques, nascido em Vila Cova do Covelo em 1931, viveu grande parte da sua vida no Algarve e licenciou-se em Sociologia, tendo colaborado com o Jornal do Algarve durante vários anos.

Ao longo da sua carreira escreveu vários ensaios acerca da sociedade industrial e capitalista, além de estudos sobre urbanismo, arquitetura, defesa do património cultural, preservação da natureza e conservação do ambiente.

Na escrita, o seu percurso passou também pela poesia e pela publicação de vários romances, livros de contos e crónicas como “Mulheres sem Verão” (2004), “Para quê, Helena” (2006), tendo sido reconhecido, premiado e homenageado a nível nacional com as suas obras.

Prémio Cidade de Olhão, Menção Honrosa no Prémio Eça de Queiroz (1991), Menção especial no Prémio Revelação Manuel Teixeira Gomes (2004), medalha de Mérito da Cruz Vermelha Portuguesa (1973) e medalha de Ouro de Mérito da Câmara Municipal de Faro (2011) foram algumas das distinções que recebeu durante a sua carreira.

Durante vários anos dedicou-se também a várias ações de solidariedade social, principalmente através do Rotary Clube de Faro, do qual é sócio-fundador.

Em 2017, o Rotary Clube de Faro instituiu o “Prémio de Poesia Tito Olívio”, que decorre a anos pares, com o objetivo de incentivar a produção literária de poesia e homenagear o poeta.

A cerimónia de entrega da medalha decorreu em Faro, na Delegação Distrital da Ordem dos Engenheiros, a 23 de outubro, sem público devido à pandemia de covid-19.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste