Entrada de jovens médicos “permite olhar o futuro com otimismo”

Em janeiro de 2018, a região tem mais 193 médicos (incluindo internos), mais 117 enfermeiros e mais 19 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica do que em 2015. São mais 329 profissionais em três anos
Ao longo de 2018, os jovens médicos irão passar pelos centros de saúde e hospitais da região, “o que poderá contribuir para ajudar a fixar no futuro próximo mais profissionais médicos na região do Algarve”, refere a ARS

O Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) anunciou na semana passada a entrada em funções de 162 novos médicos internos de várias valências.

Segundo o CHUA, o grupo que escolheu os hospitais públicos algarvios para realizar a sua formação e dar início à carreira profissional inclui 120 internos do ano comum e 42 nas valências de anestesiologia, cardiologia, cirurgia, ginecologia, medicina interna, ortopedia, patologia clínica, oncologia, psiquiatria e radiologia, entre outras…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 11 DE JANEIRO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste