Escavações arqueológicas abertas ao público em Lagos

A equipa de arqueólogos que tem a cargo as escavações de vestígios no Monte Molião, em Lagos, vai abrir o espaço ao público, esta quinta-feira, dia 22 de agosto, para mostrar o seu trabalho.

As escavações arqueológicas realizadas até agora já permitiram recolher importantes dados acerca das ocupações antigas deste local, que se estendem desde a Idade do Ferro à época romana. “As arquiteturas domésticas e os abundantes materiais arqueológicos recuperados durante os trabalhos de campo evidenciam a integração de Monte Molião nas grandes rotas comerciais da antiguidade e a interação dos seus habitantes com outras comunidades humanas mediterrâneas”, sublinham os investigadores, convidando todos os interessados a visitar as escavações neste dia 22 de agosto, entre as 9h00 e as 13h00.

O Monte Molião é uma pequena colina ovalada localizada na margem direita da foz da ribeira de Bensafrim (rio de Lagos). Os investigadores do Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa (UNIARQ) estão, desde o passado dia 15 de julho, a realizar escavações arqueológicas neste local. Os trabalhos, que se prolongarão até ao dia 28 de agosto, são integralmente financiados pela Câmara Municipal de Lagos, ao abrigo de um protocolo estabelecido entre este município e a Faculdade de Letras de Lisboa.

A campanha de escavações decorre sob a direção científica da professora Ana Margarida Arruda, em codireção com os investigadores Elisa de Sousa, Carlos Pereira, Francisco Gomes e Iris Dias, e conta com a colaboração voluntária de estudantes, numa equipa que soma um total de 40 pessoas. “Os trabalhos efetuados junto à rua do Molião têm comprovado o excelente estado de conservação dos espaços domésticos de época romana imperial e dos materiais neles remanescentes”, frisa a equipa.

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste