Escola de Faro é “campeã nacional” da reciclagem

.
.

.

A Escola Secundária Pinheiro e Rosa, de Faro, recolheu mais de 13,7 toneladas de equipamentos elétricos e 393 quilos de lâmpadas usadas, no âmbito do projeto de reciclagem Escola Electrão, durante o ano letivo 2017/2018, e, como escola vencedora a nível nacional, recebeu 2.700 euros.

O prémio inclui os 1.700 euros pelo primeiro lugar na recolha de equipamentos elétricos e os 1.000 euros correspondentes à primeira posição na recolha de lâmpadas. No fluxo de resíduos de pilhas usadas, a Escola Básica Dr. Flávio Gonçalves, da Póvoa de Varzim, foi a que recolheu a maior quantidade de resíduos.

“Terminámos mais uma edição da Escola Electrão, com números muito positivos que nos dão força para continuar com este trabalho de sensibilização das novas gerações”, conta Pedro Nazareth, diretor geral da Amb3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, entidade responsável pela organização da campanha.

Aquele responsável acrescenta que “o envolvimento da comunidade escolar é essencial, porque conseguimos mobilizar alunos, professores e encarregados de educação, aumentando o impacto da campanha com a sensibilização não só da comunidade escolar mas também da comunidade envolvente.”

No âmbito desta iniciativa a Rede Electrão celebrou um protocolo com 133 escolas que, ao longo do ano letivo 2017/2018, recolheram mais de 140 toneladas de resíduos elétricos, das quais 1,9 de lâmpadas e 1,8 de pilhas. Ao longo de sete edições, o projeto já contou com o envolvimento de cerca de dois milhões de alunos a nível nacional, que recolheram mais de 5.800 toneladas de equipamentos elétricos e pilhas usadas.

pub

 

 

 

pub

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste