OPINIÃO

Escrever sobre quê?

OPINIÃO | EURICO GOMES

Ele há tanta coisa a precisar de reflexão. Procuro um elo comum e acabo por chegar sempre a comunicação social…


Quem se sente hoje minimamente informado exceptuando os nossos habituais “opinion makers”… quando até a nossa anglo-saxonica e mediática Clara admite não conhecer a poetisa americana vencedora do prémio Nobel?


De facto, no meu modesto entender, há hoje graças a pandemia mas não só uma completa dispersão do pensamento que naturalmente se repercute no verdadeiro conhecimento tido como adquirido de uma grande parte das gentes. Naturalmente que todas essas mentes se tornam mais permeáveis aos slogans lineares ou se quisermos ao populismo.


Por outro lado, a pandemia (como outras) e ao contrário do que alguns pensaram apesar de eventualmente condicionar alternativas sociais mais ou menos significativas tende a condicionar um maior individualismo principalmente nos países menos favorecidos acabando por se expressar num maior distanciamento entre ricos e pobres.


Daí que a informação “de todos”seja fundamental e se desejava tal como aos profissionais de saúde entre outros uma informação cuidada devidamente selecionada clara voltada para o essencial e não especulativa. São necessárias notícias concretas, nada confusas ou que conduzam a especulações constantes por comentadores que, em última análise, sobrepõem os interesses partidários ao colectivo.


Experimentem selecionar o que é de facto direto e verdadeiro acessível a maioria das pessoas e não o que dá mais “share” .
Naturalmente que são necessários debates… mas procuremos mais personalidades que “saibam ou como tal, sejam considerados expoentes na área em causa que não por motivos político – partidários.


Enfim… É fundamental fazer chegar às nossa gentes (todas) notícias simples sem margem de dúvidas, assertivas e relativas ao que de facto lhes interessa.


Voltando a comunicação social… apenas algumas perguntas: O que explica que a última encíclica do Papa Francisco em que aborda temas fundamentais não tenha tido o mínimo de atenção?

Porquê horas e horas de especulação sobre o covid de Trump com sucessivos ”sabedores e professores inclusivé da Univ. Catolica (valha-nos Deus!)

E o futebol… horas e horas para adivinhar quem muda de Club e claro o dinheiro, os milhões todos os dias para habituar a malta… mas já pensaram quem tem a noção do que é um milhão de euros? Passemos à frente… nada disto preocupa… já é natural.

E sabiam que o polícia que assassinou com uma perna no pescoço o jovem negro em… e foi detido já está em liberdade com uma fiança (?) de mais um milhão de dólares no país “padrão” da dita democracia ainda hoje considerada como tal?


Enfim , creio que que atravessamos um período em que seria mais que fundamental uma informação clara e direta que verdadeiramente fosse capaz de ser entendida e consciencializada pela maioria da população quer no que lhe diz respeito ao seu dia a dia e possa contribuir para uma melhor compreensão das alterações legislativas por exemplo que necessariamente se vão processando quer numa perspetiva global devidamente seleccionadas e esclarecidas.


Concordo não ser fácil… mas há todo um esforço no sentido de pelo menos tentar aprender com alguns outros países que conseguem comunicar com os seus cidadãos e mantê-los razoavelmente informados muito para além dos “mortandoruns e respectivos experts“ dos big brothers , dos concursos a metro, do futebol sem fim ou dos habituais cada vez mais insuportáveis “opinion makers” sempre igual a si próprios e ao que deles se pretende.

Eurico D. Gomes

Médico – Presidente da Direção e Diretor Clínico da A.E.D.M.A.D.A. IPSS Área da Saúde Associação Diabéticos do Algarve

Clínica de Diabetes

Tamanho da Fonte
Contraste
Bloggers %d como este: