ALGARVE ÚLTIMAS

Esplanada do Infante concluída no próximo verão

Os cafés e bares que estavam planeados para a cobertura do parque de estacionamento subterrâneo da frente ribeirinha de Lagos vão finalmente avançar. A obra está orçada em 1,5 milhões de euros e os estabelecimentos deverão estar a funcionar em julho de 2012

A empresa municipal Futurlagos lançou recentemente o concurso público para a construção da “esplanada do infante”, que contempla a conclusão do tratamento da cobertura do parque de estacionamento da frente ribeirinha de Lagos e a criação de quatro pavilhões, sendo três destinados a estabelecimentos de bebidas (bares e cafés) e um a papelaria/tabacaria.

O preço da empreitada é de 1,5 milhões de euros, referiu a Futurlagos, adiantando que, até ao final do corrente ano, será igualmente lançado o procedimento concursal referente à concessão da exploração de cada um dos quatro pavilhões.

A empreitada lançada, no que diz respeito aos pavilhões, é apenas referente à sua construção e revestimento dos ditos, “deixando-se ao concessionário o equipamento e apetrechamento de todo o interior, pretendendo-se, assim, dar uma maior liberdade e margem de ação aos concessionários”, acentua a empresa municipal.

A mesma fonte sublinha ainda que, depois de efetuado um estudo sobre a viabilidade económica-financeira da exploração dos três pavilhões destinados a bares e cafés, foi decidido proceder a uma alteração. Ou seja, no projeto inicialmente divulgado cada um dos três pavilhões comportava dois bares simétricos (o que totalizava no seu todo seis bares). Contudo, o estudo referido concluiu que é inviável a exploração/concessão de seis bares numa área muito concentrada, pelo que se optou por tratar cada pavilhão como um único espaço de bebidas/bar, espetáculos, exposições e animação (em suma, ficaram previstos três estabelecimentos com esta função, e com uma área superior ao previsto).

No que diz respeito à conclusão da obra e entrada em funcionamento dos pavilhões, prevê-se que a mesma tenha um prazo de execução entre quatro a cinco meses. De acordo com a empresa municipal “serão desenvolvidos todos os esforços para que esteja tudo concluído e a funcionar em julho/agosto de 2012”, ainda que relembre que “existem muitas variáveis que não são controladas diretamente e que podem comprometer esta intenção”.

JA
PUB
Tamanho da Fonte
Contraste