Estátua da Liberdade fechada para obras

Visitas à Estátua da Liberdade por dentro vão ser encerradas a partir de outubro. O símbolo americano da liberdade e da democracia estará interdito para melhorar as condições de segurança.

O interior da Estátua da Liberdade, em Nova Iorque vai fechar durante um ano. A ideia é fazer obras que melhorem as condições de segurança do local, que já tinha encerrado uma vez – após os atentados de 11 de setembro – pelos mesmos motivos.

De acordo com o site do Serviço Nacional de Parques , associado ao Departamento do Interior dos Estados Unidos, a Estátua da Liberdade vai permanecer acessível até ao dia 28 de outubro, data do seu 125º aniversário. No dia seguinte, todos os espaços interiores do monumento nacional americano serão encerrados para obras.

As reformas estavam planeadas desde 2009, mas o financiamento só foi conseguido há alguns meses e o projeto atrasou-se por não estar ainda terminado. O secretário do Interior dos Estados Unidos, Ken Salazar, afirma que serão necessários mais de 27 milhões de dólares (cerca de 19 milhões de euros) para realizar as obras que permitirão melhorar as condições de segurança na Estátua da Liberdade, avança o jornal americano “The New York Times” .

Os melhoramentos incluem a atualização dos sistemas elétricos, dos mecanismos mais antigos e dos equipamentos de supressão de incêndios. As duas escadas descobertas serão separadas e uma delas passará a ser coberta. Para além destas medidas, o elevador que sobe até ao 5º andar vai ser substituído e passar a funcionar num novo poço, anti-incêndios.


Reformas após o 11 de setembro

- Publicidade -

A Estátua da Liberdade, conhecida atração turística, já teria encerrado anteriormente, após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 às Torres Gémeas, em Nova Iorque. Na altura, o Serviço Nacional de Parques alegou que as pessoas não estariam em segurança no interior do monumento e podia não ser possível resgatá-las em caso de emergência.

Em 2004, o museu e o miradouro foram reabertos, após um investimento de 6,7 milhões de dólares (cerca de 4,7 milhões de euros) nos sistemas de segurança. A coroa reabriu apenas a 4 de julho de 2009, no feriado associado ao Dia da Independência dos Estados Unidos.

“A experiência será a mesma”

O superintendente do Serviço Nacional de Parques, responsável pela Estátua da Liberdade, David Luchsinger, afirma que a maioria dos visitantes não costuma entrar no monumento e por isso o encerramento do seu interior não irá afetar as visitas à Liberty Island, a ilha onde se localiza a estátua. “A experiência será a mesma. A maioria das pessoas vem aqui apenas para passear e tirar a sua fotografia”.

A Estátua da Liberdade foi inaugurada a 28 de outubro de 1886, tornando-se um símbolo de liberdade, democracia e amizade entre os EUA e a França. Foi considerada um monumento nacional em 1924 e é uma das mais importantes atrações turísticas da cidade de Nova Iorque.

JA/Rede Expresso
- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

- Publicidade-spot_imgspot_img

+ Populares

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -santos-populares-portimao

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste