ETAR vai encerrar para acabar com o mau cheiro no Rogil

O mau cheiro que durante anos motivou vários protestos da população do Rogil, no concelho de Aljezur, tem os dias contados. O projeto de desativação da ETAR está em curso para evitar que os afluentes domésticos continuem a ser libertados na natureza sem tratamento

A Câmara de Aljezur e a empresa Águas do Algarve reuniram-se, no início deste mês, com a empresa que vai desenvolver os projetos de execução para a obra de desativação da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do Rogil, assim como a ligação dos esgotos da localidade do Carrascalinho e respetivos emissários, sendo de 90 dias o prazo de execução deste projetos.

“Esta prestação de serviços vem no seguimento de várias reuniões e do compromisso assumido entre o município e a Águas do Algarve, para a solução destas duas situações, que são fundamentais para as populações do Rogil e do Carrascalinho, permitindo assim uma melhoria da qualidade de vida das mesmas e melhorando substancialmente as questões ambientais destas localidades”, adianta a autarquia de Aljezur.

Em causa está o problema dos maus cheiros provocados pela ETAR quando o vento está de sudoeste, que já motivou vários protestos e queixas da população local ao longo dos últimos anos…

Leia a notícia completa na edição em papel.

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste