Exploração de petróleo aguarda decisão dos tribunais

“Aguardamos com ansiedade o dia em os contratos serão anulados factualmente e de vez”, disse ao JA Jorge Botelho

Neste momento, a exploração de petróleo e gás no Algarve está nas mãos dos tribunais. E os processos são muitos e complexos! Enquanto aguarda pela resposta judicial a duas providências cautelares, o presidente da AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve, Jorge Botelho, manifesta ao JA o seu agrado pela intenção do Governo de anular os contratos. Mas também admite que as petrolíferas não vão baixar os braços e vão recorrer aos tribunais para inverter a situação. E ainda sobra o consórcio Eni/Galp, que tem agendado o primeiro furo para abril ou maio de 2017

 

Quase seis meses depois de terem entregue duas providências cautelares no Tribunal Administrativo de Loulé contra a pesquisa e exploração de petróleo no Algarve, os autarcas algarvios ainda esperam por uma decisão judicial.

Em declarações esta semana ao JA, o presidente da AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve, Jorge Botelho, referiu que as duas ações continuam a correr nos tribunais, apesar de alguns contratempos…

 

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JA – DIA 5 DE JANEIRO)

- Publicidade -

Nuno Couto | Jornal do Algarve

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

+ Populares

- Publicidade -castro-marim-santos
- Publicidade-spot_img

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste