ALGARVE REPORTAGEM ÚLTIMAS

Falta de segurança e “péssima imagem” para o turismo justificam urgência de obras estruturais na EN 125

.

Deputados ouviram utentes esta segunda-feira em Vila Real de Santo António, no âmbito da petição com 7133 assinaturas que o Movimento de Cidadania dos Utentes da EN 125 – Sotavento entregou na Assembleia da República

DOMINGOS VIEGAS

As questões relacionadas com a segurança, devido ao aumento de acidentes e de mortes devido ao estado do piso, e com a imagem que é dada ao turismo foram os principais argumentos apresentados pelos utentes da EN125 aos deputados, na audição dos responsáveis pela petição “Pela dignidade e segurança na EN 125 – Obras de requalificação imediata no troço entre Olhão nascente e Vila Real de Santo António” que decorreu esta segunda-feira na cidade pombalina.

Por iniciativa do deputado Cristóvão Norte, nomeado relator da referida petição, a audição decorreu em Vila Real de Santo António e não na Assembleia da República, como é habitual nestes casos. Aliás, esta foi a primeira vez que uma sessão desta natureza teve lugar na Região do Algarve. Recorde-se que a referida petição, entregue no Parlamento pelo Movimento de Cidadania dos Utentes da EN 125 – Sotavento, foi subscrita por 7133 cidadãos.

Hugo Pena, um dos membros daquele movimento, foi o primeiro a mostrar a sua indignação em nome dos utentes da EN 125, recordando um processo que se arrasta há vários anos e as promessas dos sucessivos governos para o início das obras que nunca se chegaram a cumprir. Neste sentido, apontou o dedo a “quem nos tem governado desde 2008”.

“Tem havido um enorme desrespeito e desinteresse, por parte dos sucessivos governos, relativamente ao Sotavento algarvio. A EN 125 está num estado lastimoso e deplorável. Cada vez há mais acidentes, não só na EN125 mas também nas variantes e nas estradas de acesso, porque as pessoas fogem às portagens da Via do Infante. Já está a acontecer qualquer coisa [referindo-se ao início das obras de urgência], mas não estamos satisfeitos. Não nos vão calar”, referiu Hugo Pena, voltando a exigir as obras estruturais que estão prometidas…

…Leia a reportagem completa na edição impressa e semanal do Jornal do Algarve, que está nas bancas desde esta quinta-feira, com declarações de mais representantes do movimento de utentes, dos autarcas Conceição Cabrita e Filomena Sintra, bem como dos deputados Ana Passos (PS), José Carlos Barros (PSD) e Paulo Sá (PCP).

.

.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: