ALGARVE REPORTAGEM ÚLTIMAS

Farmácias trocam aldeias pelas grandes localidades

[mobileonly] [/mobileonly]

Os algarvios que habitam as pequenas localidades estão a ficar sem acesso a farmácias e, consequentemente, sem meios para aviarem medicamentos e medirem a tensão arterial. O último caso aconteceu em Odeceixe, onde a farmácia vai mudar-se para a sede do concelho, onde o negócio é mais atrativo. A câmara de Aljezur lamenta e condena a decisão do Infarmed, até porque a saúde das pessoas está em causa.

 

A transferência de farmácias de pequenas localidades para as sedes de concelho está a colocar em causa a cobertura farmacêutica em diversas zonas do Algarve.

Segundo apurou esta semana o JA, esta situação está a deixar muitas populações do interior sem acesso a uma farmácia, bem como aos conselhos de um farmacêutico, que é, em muitos casos, o único profissional de saúde disponível nestas localidades e que aconselha na toma de medicamentos e noutras situações.

E a tendência é para esta situação piorar, uma vez que, com o novo regime jurídico, as farmácias estão a optar por instalar-se em zonas com muita população, pois são mais atrativas e lucrativas…

(Toda a reportagtem na edição em papel do Jornal do Algarve – dia 10 de março)

Nuno Couto/Jornal do Algarve
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste