Faro vai ter centro de recolha de animais
ALGARVE

Faro terá centro de recolha de animais para 173 espécimes

 O Centro de Recolha Oficial de Animais (CROA) de Faro vai ter capacidade para 173 espécimes e é “uma das mais importantes conquistas” para o concelho na defesa da saúde dos animais, afirmou o presidente da Câmara, Rogério Bacalhau.

O novo centro está a ser construído na zona do Medronhal, no Guilhim, na freguesia de Santa Bárbara de Nexe, está orçado em 1.139.500,75 euros, inclui “um núcleo para adoção e outro para animais em quarentena” e vai dispor de “16 boxes coletivas para gatos”, de “área de canil com 42 boxes coletivas”, de “áreas de circulação exteriores”, de “dois parques lúdicos para animais”, assim como de “zonas administrativas e de tratamento e medicina veterinária”, precisou a autarquia num comunicado.

O presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, considerou, citado no comunicado, que o novo CROA é “uma das mais importantes conquistas para todos os que”, à semelhança do município e dos seus dirigentes, “prezam a dignidade, a saúde e o bem-estar dos animais”.

A construção do centro foi adjudicada à empresa Rui Vilaça Pinheiro, Lda. e corporiza o “princípio orientador de respeito e preservação do bem-estar e dignidade animal seguido pelo município de Faro”, referiu a câmara algarvia num comunicado.

Este objetivo está também na base de “parcerias com associações de defesa da causa animal” e de “campanhas de sensibilização contra o abandono, maus-tratos e cuidados com os animais” que o município tem promovido no concelho, acrescentou a autarquia.

“Concomitantemente, o município tem adotado medidas como a realização de projetos de captura, esterilização e devolução com excelentes resultados e, para além disso, foi dos primeiros no país a proibir a realização de espetáculos circenses em espaço público com animais em cativeiro e outros eventos que implicam sofrimento animal, que considera deprimentes e lesivos da consideração e respeito que todos devemos ter para com os animais”, realçou a Câmara de Faro.

O município destacou ainda que “reforçou o serviço de veterinária municipal” com a “contratação de um novo médico veterinário” e que está a “preparar a aquisição de uma carrinha adequada às necessidades do serviço”, num investimento de 23.000 euros.

A autarquia de Faro tinha aprovado a abertura de um concurso público para a construção de um Centro de CRO em janeiro de 2020, anunciando na ocasião que a nova estrutura iria ser edificada numa área isolada em relação a aglomerados habitacionais, com o objetivo de “colmatar uma lacuna que se faz sentir em Faro há dezenas de anos, albergando animais abandonados do concelho”.

O município estimou o prazo de execução da obra em 455 dias.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste