Félix Braz anuncia: Mais 120 euros de salário mínimo, transportes gratuitos e legalização de canábis

Félix Braz, ministro da Justiça e vice-primeiro-ministro do Luxemburgo (Foto: Yves Kortum)

DOMINGOS VIEGAS

O lusodescendente Félix Braz, filho de algarvios de Castro Marim, tomou posse esta quarta-feira como vice-primeiro-ministro do Luxemburgo e o novo executivo já anunciou algumas das medidas que irá implementar a partir de 1 de janeiro. 

Entre as medidas anunciadas está o aumento de cem euros no salário mínimo, a juntar ao de 1,1 por cento que tinha sido estipulado em outubro. Assim, naquele país, e com estes dois aumentos, o salário mínimo não qualificado passará para 2.171 euros e o qualificado para 2.585 euros. Esta medida será acompanhada de uma alívio fiscal de 1% para as empresas.

A coligação que integra Os Verdes de Félix Braz vai, ainda, implementar mais dois dias livres por ano para os trabalhadores (mais um de férias e o Dia da Europa como feriado); transportes públicos, ocupação de tempos livres nas escolas econtracetivos gratuitos; redução do IVA para 3% nos produtos de higiene feminina; bem como legalização do consumo e da venda de canábis para fins recreativos (só para residentes).

O Luxemburgo passará a ser o primeiro país do Mundo a disponibilizar transportes públicos gratuitos para toda a população. 

Um acordo “ambicioso, moderno, destinado a reduzir as desigualdades e ao funcionamento da economia”, considerou o primeiro-ministro Xavier Bettel, com medidas que “só agora foi possível implementar, porque a situação económica do país é diferente da que se vivia há cinco anos”, explicou Félix Braz, ambos citados pela edição em português (Contacto) do jornal Wort.

O entendimento entre o Partido Democrata (DP), do primeiro-ministro Xavier Bettel, os socialistas do LSAP, de Étienne Shneider, e Os Verdes (Déi Greng), de Braz, impediu, tal como já tinha acontecido há cinco anos, que os conservadores do CVS formassem governo, apesar de terem ganho, mais uma vez, as eleições.

Félix Braz já tinha sido o primeiro lusodescendente a ocupar o cargo de ministro no Grão-Ducado (continua como ministro da Justiça) e, agora, também passou a ser o primeiro a chegar a vice-primeiro-ministro.

Braz continua a visitar regularmente a região algarvia, nomeadamente Castro Marim e Vila Real de SantoAntónio, onde tem a sua família. O irmão é proprietário do restaurante “Mestre Abílio”, localizado no mercado municipal da cidade pombalina.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste