CULTURA

Festival de Órgão do Algarve arranca em Portimão

festival portimao IgrejaMatriz_orgao
A 14.ª edição do Festival de Órgão do Algarve vai arrancar em Portimão no dia 5 de novembro, na Igreja Matriz, com o organista António Esteireiro e o Coral Adágio, anunciou a autarquia.

Pelas 21:30, o organista e o grupo coral, sob direção de António Pereira, irão interpretar a peça “Magnificat” do compositor João Rodrigues Esteves naquele festival.

O órgão de tubos da Igreja Matriz foi restaurado há cerca de três anos e encontra-se totalmente preparado para este evento, que tem como objetivo “continuar a conquistar público novo para usufruir de música para órgão, cativar munícipes para a preservação de instrumentos que são património cultural, divulgar música portuguesa e erudita e espalhar pela região o entusiasmo pelos órgãos históricos”.

António Esteireiro tem sido convidado ao longo dos anos para os principais ciclos de concertos e festivais de órgão a nível nacional e internacional, além de lecionar no Instituto Gregoriano e na Escola Superior de Música de Lisboa.

Já o grupo Coral Adágio foi fundado em Portimão em 1989 e inclui no seu repertório peças da renascença à atualidade, tendo atuado um pouco por todo o país e pela Europa.

Até ao dia 28 de novembro, este festival organizado pela Associação Música XXO vai passar também pelas igrejas de Faro, Boliqueime e Tavira, com entrada livre e sem a necessidade de reserva antecipada.

O festival conta com o apoio da Direção Regional de Cultura do Algarve, das autarquias de Portimão, Faro, Loulé e Tavira, da Região de Turismo do Algarve, Diocese do Algarve, Cabido da Sé de Faro, Ordem do Carmo de Faro e as paróquias de Portimão, Boliqueime e Tavira.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste