ALGARVE

Freguesias de Fuseta e Moncarapacho criticam Olhão por ficarem sem transporte

Vista aérea da Fuseta
[mobileonly] [/mobileonly]

A União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta, criticou que o aumento de percursos de transporte urbano não contemple aquelas duas freguesias, o que em seu entender mostra “desrespeito pelas populações” abrangidas.

A união das freguesias recorda que o Executivo PS da Câmara Municipal de Olhão fez aprovar na Assembleia Municipal realizada no passado dia 15 de junho uma proposta para alargamento da rede de transportes urbanos, ”e mais uma vez as vilas de Moncarapacho e da Fuseta foram descriminadas”.

A proposta apresentada prevê que seja prolongada até Pechão a carreira que chegava até ao Estádio Municipal (mais 3,1 km), bem como o prolongamento da linha que servia o Cemitério 16 de junho, até ao Sítio da Igreja, em Quelfes.

“É incompreensível para esta União de Freguesias que a futura carreira que chegará a Quelfes não seja prolongada até Moncarapacho (são mais 4,2 Km!!!), até porque o estudo que acompanhou a proposta salientava que os dois locais eram servidos pelas mesmas carreiras da EVA, o que é lógico, porque Quelfes situa-se entre Olhão e Moncarapacho. Perguntamos: se o número de carreiras é o mesmo, porque é que consideraram que só a população de Quelfes tinha necessidade de mais ligações a Olhão, do que Moncarapacho, que até tem mais habitantes? E porque alargaram até Pechão, que é servida por número quase idêntico de carreiras?”, questiona a União.

“Muito relevante é a diferença entre o preço dos bilhetes praticado nas viagens da EVA (entre Moncarapacho e Olhão) e do Município (em qualquer viagem nas carreiras urbanas): 3,40 € e 1.00€ (bilhetes adquiridos a bordo), respetivamente. Ao não prolongar o serviço até Moncarapacho, os habitantes na nossa vila – que só têm acesso aos autocarros da Eva – terão custos mais elevados para se deslocarem a Olhão. E a distância não pode ser tida em conta, porque no prolongamento do serviço até Pechão é praticamente a mesma, entre Quelfes e Moncarapacho”, sustenta o comunicado.

Acrescenta ainda que “no valor estimado de 441.748,80€ (mais IVA) que o Município irá pagar anualmente pelo Serviço de Transporte Público Urbano de Passageiros de Olhão, se o mesmo chegasse até Moncarapacho o aumento seria residual”.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: