Galp vai arrancar com primeiro parque eólico

O consórcio Ventinveste, liderado pela Galp e Martifer, anunciou hoje que arrancará “de imediato” com a construção do parque eólico de Vale Grande, em Arganil, um investimento de 16 milhões de euros para uma potência de 10 megawatts.

A execução deste primeiro parque eólico da Ventinveste, que obteve licenças para uma potência eólica total de 400 megawatts (MW) em Portugal, será concretizada depois do consórcio ter fechado um contrato de financiamento para o seu desenvolvimento com o Banco Espírito Santo (BES).

Em comunicado, o consórcio refere que a execução deste primeiro parque eólico da Ventinveste, nas suas diversas componentes – incluindo a ligação à rede – deverá corresponder a um investimento na ordem dos 16 milhões de euros.

“Os trabalhos de construção deverão iniciar-se de imediato”, salienta.

Segundo a informação disponibilizada, o parque eólico de Vale Grande (na região Centro) vai utilizar equipamento produzido nas unidades industriais do ‘cluster’ desenvolvido pela Ventinveste, nos distritos de Aveiro, Viseu e do Porto, no âmbito da fase B do concurso lançado pela Direcção Geral de Energia e Geologia.

“Os aerogeradores a utilizar pela Ventinveste são produzidos, praticamente na totalidade, em território nacional, dando origem a um ‘cluster’ industrial português”, refere.

Assim, precisa, “as pás e nacelles [são construídas] na unidade da Repower em Oliveira de Frades, as torres pela Martifer e os conversores, transformadores e geradores na Efacec”.

De acordo com o agrupamento, todas estas unidades já estão em laboração, com exceção da unidade industrial de pás que está em fase final de construção e fica concluída em setembro.

A Ventinveste é um consórcio constituído pela Galp Energia (49 por cento), a Martifer Renewables, da Martifer SGPS, SA (46,6 por cento), pela Repower (2,4 por cento) e pela Efacec (2 por cento).

A Ventinveste tem ainda a decorrer um processo de licenciamento de outros parques eólicos no Douro Sul e São Bento, no âmbito do seu projecto de 400 MW de energia eólica, num investimento total superior a 500 milhões de euros e que criará mais de 1.300 postos de trabalho.

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste