gnr guarda nacional republicana
GNR
COVID-19

GNR acaba com festas com 310 pessoas em Faro e Albufeira

As autoridades policiais acabaram com três festas frequentadas por mais de 300 pessoas em desrespeito pelas regras de combate à pandemia de covid-19, no sábado, em Faro e Albufeira, anunciou a Guarda Nacional Republicana (GNR).

Segundo a GNR, em Albufeira foram detetadas 150 pessoas que estavam “vestidas a rigor” para um casamento e outras 60 num restaurante – que celebravam também um casamento –, enquanto que em Faro as autoridades foi encerrada uma festa de aniversário com 100 pessoas, lê-se num comunicado.

A GNR revelou que, numa das festas, ocorrida em Albufeira, foram detetados “diversos ajuntamentos de pessoas vestidas a rigor para uma cerimónia, tendo sido possível apurar que estava a decorrer uma festa de casamento numa unidade hoteleira”.

A mesma fonte precisou, em comunicado, que esta celebração contava com a “presença de cerca de 150 pessoas” e a GNR deu “indicação às pessoas para desmobilizar do local”.

Também em Albufeira, mas na noite de sábado, “os militares detetaram um grande número de pessoas num restaurante” e, quando procedeu à “fiscalização” registou “a presença de 60 pessoas que celebravam também um casamento”, prosseguiu a GNR.

Neste caso, as autoridades deram “indicação de encerramento ao estabelecimento por ter excedido a lotação permitida”, esclareceu a o Comando Territorial de Faro da força de segurança.

“Na terceira situação, na localidade de Faro, os militares deslocaram-se a uma festa de aniversário depois da denúncia de música alta no início da noite. Estavam 100 pessoas no espaço, tendo sido cessado o evento e desmobilizados os participantes sem que tivessem oferecido qualquer resistência”, acrescentou a mesma fonte.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste