GNR de Lagos tem condições “degradantes e desumanas”

.

O deputado José Luís Ferreira, do grupo parlamentar “Os Verdes”, entregou esta semana na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Administração Interna, sobre a falta de respostas dadas à Câmara Municipal de Lagos, quanto às instalações do posto de Lagos da GNR. A questão surge depois de o Governo ter reconhecido que as instalações do posto territorial de Lagos não reúnem condições de trabalho aos militares nem aos cidadãos.

Há vários meses, a Câmara Municipal de Lagos disponibilizou dois pavilhões da antiga escola básica para que a GNR aí se instalasse, mas a autarquia adianta que ainda não obteve nenhuma resposta.

“As condições degradantes e desumanas em que operam os profissionais da GNR neste posto territorial carecem de medidas urgentes. Está também em causa a imagem do país e da GNR nesta localidade turística”, adianta José Luís Ferreira.

O deputado de “Os Verdes” exige saber se o Governo tem “uma calendarização para criar as condições necessárias para a mudança de instalações do posto de Lagos” e “que motivos justificam o facto do Governo não ter ainda respondido à Câmara de Lagos”.

A GNR funciona no concelho de Lagos há mais de cem anos, num antigo convento, estando neste momento 27 homens colocados em Lagos.

pub

 

 

 

Tamanho da Fonte
Contraste