GNR de Lagos tem condições “degradantes e desumanas”

.

O deputado José Luís Ferreira, do grupo parlamentar “Os Verdes”, entregou esta semana na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Administração Interna, sobre a falta de respostas dadas à Câmara Municipal de Lagos, quanto às instalações do posto de Lagos da GNR. A questão surge depois de o Governo ter reconhecido que as instalações do posto territorial de Lagos não reúnem condições de trabalho aos militares nem aos cidadãos.

Há vários meses, a Câmara Municipal de Lagos disponibilizou dois pavilhões da antiga escola básica para que a GNR aí se instalasse, mas a autarquia adianta que ainda não obteve nenhuma resposta.

“As condições degradantes e desumanas em que operam os profissionais da GNR neste posto territorial carecem de medidas urgentes. Está também em causa a imagem do país e da GNR nesta localidade turística”, adianta José Luís Ferreira.

O deputado de “Os Verdes” exige saber se o Governo tem “uma calendarização para criar as condições necessárias para a mudança de instalações do posto de Lagos” e “que motivos justificam o facto do Governo não ter ainda respondido à Câmara de Lagos”.

A GNR funciona no concelho de Lagos há mais de cem anos, num antigo convento, estando neste momento 27 homens colocados em Lagos.

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

Tamanho da Fonte
Contraste