ECONOMIA ÚLTIMAS

Golfe gerou 46 empregos por dia em 2017

.

O turismo de golfe gerou cerca de 16.800 empregos na região algarvia, só no ano passado, segundo um estudo promovido pela Associação Turismo do Algarve (ATA). Além do forte contributo para combater a sazonalidade, o golfe está a assumir-se como um setor económico cada vez mais crucial para a região

 

O turismo de golfe tem cada vez maior impacto económico na região. Só em 2017, este produto foi responsável pela obtenção de gastos turísticos na ordem dos 370 milhões de euros, tendo esta receita gerado cerca de 16.800 empregos (média de 46 empregos criados por dia) e um valor acrescentado bruto total de 500 milhões de euros.

Estes dados constam de um estudo promovido pela Associação Turismo do Algarve (ATA) e que foi realizado por uma consultora internacional (PricewaterhouseCoopers – PwC). Os resultados, divulgados na semana passada, demonstram a crescente importância deste setor no turismo algarvio.

A ATA salienta que, apesar da importância estratégica para o dinamismo do turismo da região, não existiam, até ao momento, dados concretos que permitissem apurar a criação de valor associada à prática de golfe no Algarve, razão pela qual a entidade responsável pela promoção da região nos mercados externos decidiu promover a realização deste estudo.

“Contando com o envolvimento e a participação de vários agentes deste setor, o trabalho desenvolvido pela PwC permitiu obter uma caraterização dos hábitos de consumo do turista de golfe e quantificar o seu impacto no tecido económico da região do Algarve no ano de 2017”, adianta a ATA, referindo que os resultados do estudo evidenciam que “os gastos dos jogadores de golfe ativam vários setores da economia regional/nacional, gerando-se impactos diretos, indiretos e induzidos, através do valor acrescentado, de empregos, impostos e balanças comerciais”.

O presidente da ATA, Carlos Gonçalves Luís, afirma que “os resultados deste estudo vêm comprovar o reconhecimento da indústria do golfe como um setor económico de extrema importância em Portugal e, em particular, no Algarve”…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 19 DE ABRIL)

NC|JA

Advertisements
%d bloggers like this: