PAÍS

Governo mantém férias de 25 dias para 54 mil bancários

[mobileonly] [/mobileonly]

Compromisso entre a UGT, os patrões e o Executivo não pode tocar no tempo de férias dos funcionários da banca.

Cerca de 54 mil trabalhadores e 27 mil reformados do setor bancário serão menos sacrificados que os restantes empregados e pensionistas portugueses graças aos acordos assinados nas últimas semanas entre os sindicatos da UGT e o Governo, escreve esta terça-feira o “Diário de Notícias”. São 81 mil casos, conta o jornal, frisando que o compromisso obtido na semana passada na Concertação Social não toca no direito a 25 dias de férias de todos os trabalhadores da banca.

O acordo fez cair o acréscimo de até três dias de férias por assiduidade, conferido pelo Código do Trabalho de 2003, da autoria de Bagão Félix, mas isso não se aplicará aos bancários. Estes nunca tiveram a majoração (tiveram sempre 25 dias de descanso), dizem os acordos do setor.

Em 2011, a convenção setorial abrangia 54.360 trabalhadores em 28 empresas. Os 27 mil reformados que passaram para a Segurança Social mantêm os subsídios.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: