Greve nos transportes: Um em cada quatro comboios a circular

 

Apenas um em cada quatro comboios circula hoje manhã, até às 10:00, estando o transporte em Lisboa e Porto a ser apoiado por autocarros em resultado da greve de três dias convocada pelo sindicato dos maquinistas.

António Medeiros, presidente do Sindicato dos Maquinistas, adiantou à Lusa que no primeiro dos três dias de greve, os “únicos [comboios] a circular são as que constam do pacote de serviços mínimos decididos pelo colégio arbitral”, que o sindicalista considerou “excessivos”.

De acordo com o sindicato, estão a circular “um em cada quatro comboios urbanos”, “alguns regionais” e todos os internacionais, estando apenas totalmente cancelada a circulação dos de longo curso, como os Intercidades, até às 10:00.

Por parte da CP, a porta-voz, Ana Portela, indicou, num ponto de situação relativo às 06:00, que foram realizados um total de 54 por cento dos comboios “para já”, com exceção dos de longo curso, em que “não houve requisição de serviços mínimos”.

Como os maquinistas trabalham por escalas, a greve decretada para hoje, entre as 05:30 e as 10:00, afetou também a circulação ferroviária no domingo, tendo sido suprimidos o intercidades Lisboa-Beja e Lisboa-Évora, disse Ana Portela.

A porta-voz da CP acrescentou que, “nos restantes serviços realizaram-se 20 por cento dos [comboios] previstos” e avançou que “estão a circular” cerca de 60 autocarros na região do Porto e “pouco mais de cem” em Lisboa, para suprir a falta de comboios

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste