Greve perturba tráfego aéreo na França

O tráfego aéreo em França está hoje fortemente perturbado por uma greve dos controladores aéreos, num dia crucial de mobilização dos sindicatos contra o novo regime de reformas.

Metade dos voos previstos para hoje em Paris-Orly e cerca de 30 por cento nos outros aeroportos franceses foram anulados, segundo as autoridades aeroportuárias.

Pelo menos oito voos de Lisboa e Porto para a capital francesa foram cancelados hoje, segundo informações disponíveis na página na Internet dos Aeroportos de Paris.

O braço de ferro entre sindicatos e Governo em torno das reformas vive hoje um dia crucial, marcado pela falta de combustível em 2500 postos de abastecimento e pelo aumento de tensão após confrontos em vários liceus na segunda feira.

Os confrontos foram especialmente violentos em Lyon (leste) e em Nanterre, na periferia de Paris, onde a polícia deteve mais de 200 pessoas.

A sexta jornada nacional de protesto prevê a realização de 277 manifestações em toda a França. Em Paris, o desfile com todos os líderes das centrais sindicais está marcado para as 13:30 (12:30 em Lisboa), com partida da Praça de Itália.

A 12 de outubro, um número recorde de manifestantes saiu à rua contra as reformas, cerca de 3,5 milhões segundo os sindicatos, 1,2 milhões segundo a polícia.

Em Deauville, na Normandia, à margem de uma cimeira franco-russo-alemã, o Presidente da República francês, Nicolas Sarkozy, afirmou na segunda-feira à noite que a alteração das reformas “é essencial”.

Nicolas Sarkozy acrescentou que “a França comprometeu-se com a reforma e vai aprová-la”.

O novo regime, que aumenta a idade de reforma dos 60 para os 62 anos, foi aprovado pela Assembleia Nacional a 15 de setembro e vai ser votado pelo Senado “na quinta-feira à noite”, segundo o último anúncio, após dois adiamentos.

AL/JA

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

Comentar

>
Tamanho da Fonte
Contraste