Guerra do Iraque faz 174 mil mortes em dez anos

.
.

A Guerra do Iraque já provocou a morte de pelo menos 174 mil pessoas ao longo dos últimos dez anos, desde a invasão das forças internacionais lideradas pelos Estados Unidos. Deste total, entre 112 mil e 122 mil eram civis.

É o que mostra o Iraq Body Count (IBC), grupo formado por voluntários do Reino Unido e Estados Unidos, que regista as mortes violentas de civis que resultaram da intervenção militar em 2003. A base de dados do IBC inclui mortes causadas por forças da coligação e ataques militares ou criminosos, a partir de relatórios de verificação cruzada, complementados por dados obtidos em hospitais, morgues, organizações não governamentais e fontes oficiais.

Em março de 2003, o país foi invadido por tropas militares, comandadas pelos norte-americanos, que alegavam a existência de arsenais químicos e nucleares na região, o que não foi comprovado. Em dezembro de 2011, os Estados Unidos anunciaram a retirada de todos os seus soldados do país.

A invasão ao Iraque foi associada também à captura do então presidente iraquiano, Saddam Hussein (1979-2003), que acumulou a função de primeiro-ministro e era tido como inimigo dos Estados Unidos. Em 2006, Saddam foi executado, cumprindo a sentença do tribunal do país.

A instabilidade política no país, no entanto, permaneceu, com frequentes explosões de carros-bomba e conflitos de etnias, principalmente entre a maioria árabe e a minoria curda. Segundo organizações não governamentais, a maioria dos 27,7 milhões de habitantes do Iraque depende da doação de cabazes básicos, distribuídos por várias entidades e também pelo governo. A estimativa é que, com a guerra, pelo menos 500 mil refugiados deixaram o país.

pub

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste