ALGARVE REPORTAGEM ÚLTIMAS

Há 600 anos o mundo mudou. E tudo começou no Algarve…

“Sagres, bem como os outros lugares referenciados, representam um património único, enquanto marcos do início do que viria a ser uma nova era para os homens”, salienta Lídia Jorge, madrinha da candidatura
“Sagres, bem como os outros lugares referenciados, representam um património único, enquanto marcos do início do que viria a ser uma nova era para os homens”, salienta Lídia Jorge, madrinha da candidatura

A região algarvia foi o ponto de partida da expansão marítima que permitiu a um pequeno e pobre país periférico chegar aonde nenhum outro povo tinha ainda chegado. Esta primeira globalização da história é um dos argumentos que suportam a candidatura “Lugares de Globalização” a património mundial da UNESCO, um processo com 14 anos que está agora mais perto de se tornar realidade

A região algarvia está mais perto de ver reconhecido internacionalmente o seu papel na história mundial e, ao mesmo tempo, ver protegidos e preservados os locais, símbolos, mitos e personagens que fazem parte da história de Portugal e do mundo.

É com essa ambição que a candidatura proposta pelo Turismo do Algarve, Direção Regional de Cultura do Algarve e Universidade do Algarve – “Lugares de Globalização” – ficou inscrita, na semana passada, na lista indicativa de Portugal ao património mundial, da UNESCO…

(Reportagem completa na última edição do JA – dia 9 de junho)

Nuno Couto | Jornal do Algarve

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste