Hoje é o dia D para saber quando acaba a requalificação da EN125

Os utentes temem que a chegada de condições atmosféricas mais adversas coloquem a nu “as fragilidades de uma repavimentação insuficiente e feita à pressa”

Mais de sete mil assinaturas garantiram a discussão na Assembleia da República, esta quinta-feira, dia 7 de fevereiro, da petição que reivindica a “requalificação imediata” do troço da EN125 entre Olhão e Vila Real de Santo António. Depois de concluídas as obras no barlavento, o governo tinha prometido iniciar os trabalhos na outra metade da via no terceiro trimestre de 2017, para estarem concluídos em 2018, mas os prazos nunca chegaram a ser cumpridos

A petição pública lançada pelo Movimento de Cidadania dos Utentes da EN125 – Sotavento, em março de 2018, a defender a “requalificação e manutenção imediata” do troço da estrada nacional entre Olhão e Vila Real de Santo António, vai ser analisada e discutida esta quinta-feira, dia 7 de fevereiro, a partir das 15h00, na Assembleia da República.

“Este dia é o culminar do nosso trabalho. Esperamos que todos os deputados, de todas as bancadas parlamentares, tenham a verdadeira consciência da necessidade imperativa e inadiável da requalificação deste troço e que votem com a responsabilidade para o qual foram eleitos. Não aceitamos que voltem a esquecer-se dos algarvios em geral, mas principalmente dos algarvios do sotavento, sistematicamente penalizados por falta de políticas descentralizadas e de investimento público na região”, refere Hugo Pena, do movimento cívico que conseguiu reunir mais de sete mil assinaturas para levar este assunto ao parlamento.

Recorde-se que o governo tinha prometido iniciar os trabalhos no terceiro trimestre de 2017, para estarem concluídos em 2018, mas os prazos nunca chegaram a ser cumpridos.

Depois de concluída a requalificação da EN125 entre Vila do Bispo e Olhão, no ano passado, chegaram a ser realizadas algumas “intervenções de emergência” para “tapar buracos” entre Olhão e Vila Real de Santo António, mas os trabalhos de fundo tardam e ainda nem sequer se sabe quando vai ser concluída toda a requalificação desta parte da via…

(NOTÍCIA COMPLETA NA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DO ALGARVE – NAS BANCAS A PARTIR DE 7 DE FEVEREIRO)

Nuno Couto|Jornal do Algarve

Advertisements

Adiconar comentário

Carregue aqui para comentar

pub

 

Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste