PAÍS ÚLTIMAS

Hotéis de luxo escapam à crise

A ocupação dos hotéis em Portugal aumentou 6,23% em julho deste ano, face ao mesmo mês de 2010, mas nas unidades de cinco estrelas cresceu quase 17%, segundo dados do Hotel Monitor.

A ocupação dos hotéis em Portugal aumentou 6,23 por cento em julho deste ano, face ao mesmo mês de 2010, mas nas unidades de cinco estrelas cresceu quase 17 por cento, segundo dados do Hotel Monitor.

Os indicadores de julho da Associação Hoteleira de Portugal — AHP, intem divulgados, revelam também aumentos nos preços médios por quarto ocupado (de 7,12 por cento) e por quarto disponível (13,77 por cento).

A taxa de ocupação dos quartos subiu em todas as categorias, à exceção dos hotéis de duas estrelas, destacando-se os hotéis de cinco estrelas que registaram um aumento de 16,85 por cento em julho, em comparação com igual mês do ano passado.

A estadia média registou um aumento de 5,97 por cento para 2,13 dias e a receita média por turista no hotel aumentou 9,80 por cento para os 112 euros, enquanto a receita total por quarto disponível (TREVPAR) cresceu 12,22 por cento para 77,95 euros.

A Madeira (21,05%) e Lisboa (7,1%) foram os destinos que em julho mais aumentaram as taxas de ocupação por quarto, em 21,05 por cento e 7,1 por cento.

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, a receita média de cada turista por mês aumentou 6,06 por cento, atingindo os 105 euros, enquanto a estadia média cresceu 4,76 por cento para os 1,98 dias.
No primeiro semestre a receita total por quarto disponível (TREVPAR) foi de 54,55 euros, mais 4,78 por cento do que nos primeiros seis meses de 2010.

JA/Rede Expresso
PUB
Tamanho da Fonte
Contraste