ALGARVE

Hotelaria: Sindicato quer aumentos de 8% para 2019

[mobileonly] [/mobileonly]

 

 

O Sindicato da Hotelaria do Algarve já enviou para a Associação dos Industriais de Hotelaria e Similares do Algarve (AIHSA) a sua proposta para a revisão do contrato coletivo de trabalho do setor para 2019, que aponta, entre outras medidas, para um aumento de 8% nos salários.

A primeira reunião está agendada para o próximo dia 14 de dezembro, mas aquele sindicato também adiantou que “os patrões já responderam que não aceitam nenhuma das propostas apresentadas”.

Em relação à tabela salarial, o sindicato quer o referido aumento de 8% “com um mínimo de 70 euros” e “a garantia de que a retribuição mínima não seja inferior a 650 euros”. Isto para “repor parte do poder de compra perdido pelos trabalhadores nos últimos anos em que os salários estiveram congelados, nomeadamente entre 2011 e 2017, período em que os proveitos das empresas registaram um aumento de mais de 70% e a produtividade registou um aumento de 1,2%”, explica o sindicato.

Quanto às cláusulas de expressão pecuniária, as propostas são: subsídio de alimentação de 122 euros/mês; abono para falhas de 8% da retribuição mensal; prémio de línguas de 50 euros/mês por cada uma das línguas francesa, inglesa ou alemã; e diuturnidades de 15 euros/mês.

No que diz respeito ao clausulado, o sindicato apresentou as seguintes propostas: 35 horas de trabalho/semana; dois dias de descanso semanal seguidos; descanso semanal a coincidir, pelo menos, uma vez por mês com o sábado e domingo; descanso compensatório de 25% das horas de trabalho suplementar em dia útil e dia feriado; dispensa no dia de aniversário; e 25 dias úteis de férias.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: