ALGARVE

ICNF protege colónia de andorinha-do-mar-anã em reprodução em Faro

[mobileonly] [/mobileonly]

O Instituto de Conservação da Natureza e Florestas do Algarve (ICNF) instalou vedações de proteção e sinalética de informação durante esta semana na zona este da praia de Faro, junto à barrinha, para proteger a colónia de andorinha-do-mar-anã em reprodução, anunciou a entidade. 

Esta ave, também chamada de “chilreta Sternula albiforns”, é uma presença assídua nas praias das ilhas barreira, um local escolhido para a construção dos seus ninhos e criação dos seus filhos.  

Uma vez que os ninhos são feitos nas praias, em locais com pouca vegetação, também frequentados pelos humanos, esta situação pode resultar na perda ou abandono dos ninhos e redução do número de animais dessa espécie. 

A preferência dessa ave também pode incidir sobre os locais onde o ser humano coloca o seu guarda-sol nas praias ou em zonas de passagem. 

Em Portugal, esta espécie apresenta o estatuído de “Vulnerável” e, segundo o “Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal”, é considerada “Em Declínio” pela IUCN a nível mundial. 

Esta ação está incluída no projeto LIFE Ilhas Barreira, financiado pelo programa LIFE da Comissão Europeia, e a exemplo do ano passado conta com a colaboração de empresas de Birdwatching, como a ProActiveTur, Lda. 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste