Início das comemorações dos 100 anos da travessia aérea do Atlântico Sul

Carlos Viegas Gago Coutinho, o navegador da travessia, nasceu em São Brás de Alportel, em 17 de fevereiro de 1869, embora tenha depois sido registado em Belém, freguesia de Lisboa.

No evento, organizado pela Marinha e pela Força Aérea – que criaram para o efeito uma Comissão Aeronaval para as Comemorações – será apresentado o plano de comemorações da efeméride, bem como o lançamento do livro “A Enigmática Travessia do Atlântico Sul, 1922” de autoria de Marco Pitt, a inauguração da exposição itinerante e diversas intervenções.​

A cerimónia contará, entre outras, com as presenças do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, almirante António Silva Ribeiro, do Chefe do Estado-Maior da Armada, almirante Henrique Gouveia e Melo e do Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general Joaquim Nunes Borrego.

Foi para assinalar o primeiro centenário da independência do Brasil que Sacadura Cabral e Gago Coutinho partiram de Lisboa a 30 de Março de 1922 no hidroavião Lusitânia. Haveriam de alcançar o Rio de Janeiro a 17 de Junho, depois de duas trocas de aeronave derivadas de avarias: primeiro mudaram para o Pátria; e depois para o Santa Cruz. A viagem demorou dois meses e meio, mas o voo foram dois dias e meio.

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

+ Populares

- Publicidade -castro-marim-santos
- Publicidade-spot_img

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste