ECONOMIA ÚLTIMAS

Intensidade turística vai crescer 25% até 2020

.

A intensidade turística – que mede a relação entre o número de dormidas e o número de residentes de uma região – apresentará uma taxa de crescimento de cerca de 25%, no Algarve, até 2020.

Esta é a conclusão do projeto ShapeTourism, cujos resultados foram apresentados na Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo (ESGHT) da Universidade do Algarve, no passado dia 20 de abril. Segundo o relatório, o Algarve só será ultrapassado pela Área Metropolitana de Lisboa, que deverá apresentar uma taxa de crescimento de 33%.

“Neste sistema de apoio à decisão pode verificar-se que o Algarve se encontra no grupo das regiões costeiras do Mediterrâneo com maior intensidade turística (47 dormidas por residente, em 2016) e também maior densidade turística (4.189 dormidas por km2). Contudo, encontra-se muito afastado das regiões onde a pressão turística é muito elevada, como é o caso da região de Notio Aigaio (onde se localiza Santorini, Miconos e Rodes) – que apresentou 71 dormidas por residente em 2016 – e de Malta, onde se registaram 28.444 dormidas por km2”, referem os responsáveis do projeto.

Desta forma, admitindo que a tendência do passado se irá manter no futuro, “prevê-se que em 2020 o Algarve apresente 59 dormidas por residente (+25% do que em 2016) e 5.210 dormidas por km2 (+22% do que em 2016), o que se traduzirá numa taxa média de ocupação de 41%”.

NC|JA

Advertisements
%d bloggers like this: