ALGARVE

Internet: Algarve é a região que mais cresce em alta velocidade

A região do Algarve tem uma taxa de subscrições de serviço de alta velocidade de Internet de 79,3%, superior à média nacional mas inferior às regiões de Lisboa (93%), Açores (89,1%) e Madeira (87,2%).

Contudo, a região foi, de longe, a que mais cresceu no País no decurso do último ano em novos pedidos, atingindo os 14,8%, divulgou a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom).

As regiões de Lisboa (93%), Açores (89,1%), Madeira (87,2%) e Algarve (79,3%) são as que registam “penetrações acima da média”, refere o regulador.

“Por região, a cobertura na área metropolitana de Lisboa, nos Açores e na Madeira foi superior à média nacional”, mas, “por outro lado, realça-se o crescimento do número de alojamentos cablados verificado no Algarve (14,8%), Alentejo (+9,7%), Norte (+6,7%) e Centro (+5,8%), regiões onde a cobertura de redes de alta velocidade se aproximou da média nacional, reforçando-se assim a coesão territorial”, acrescenta o regulador presidido por João Cadete de Matos.

No todo nacional, cerca de 78,1% das famílias tinham subscrições de serviços de alta velocidade fixo no final do primeiro semestre, totalizando 3,2 milhões de clientes, mais 9,3% do que no período homólogo,

De acordo com os dados estatísticos sobre a evolução das redes de alta velocidade, nos primeiros seis meses deste ano “cerca de 78,1% das famílias dispunham de subscrições de serviços de alta velocidade em local fixo”, refere o regulador.

Além do Algarve, também o Norte (74,8%), Centro (68,1%), e Alentejo (57,9%), “em que a penetração destes serviços é mais baixa, cresceram acima da média nacional”.

No período em análise, “o número de clientes residenciais de serviços de alta velocidade em local fixo atingiu 3,2 milhões, mais 9,3% do que no mesmo período do ano anterior, no qual atingiu 9,5%”.

A Anacom refere que “pelo menos oito em cada 10 novos clientes de redes de alta velocidade contrataram um serviço suportado em redes de fibra ótica (FTTH)”.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste