Investimento francês espreita oportunidades no Algarve

O Algarve é um bom destino para investir. Esta foi uma das frases mais ouvidas na gala anual da Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa (CCIFP), realizada no passado sábado, em Faro.

O presidente da instituição, Carlos Vinhas Pereira, justificou a escolha da região algarvia para a realização deste evento – que se realiza uma vez por ano, um ano em França e outro em Portugal –, com o facto de o Algarve estar a atrair cada vez mais a atenção dos investidores franceses. “Já fizemos em Lisboa, no Porto e agora em Faro. São as três zonas onde há mais investimento francês. Para mais, Faro é uma das cidades com quem assinámos um protocolo de cooperação e é o símbolo do turismo em Portugal e dos investimentos ligados ao turismo. É um destino muito utilizado pelos franceses”, frisou o responsável em entrevista ao LusoJornal.

A gala em Faro reuniu mais de 200 empresários franco-portugueses, numa iniciativa que teve como objetivo “valorizar as relações económicas entre ambos países, assim como a dinâmica empreendedora”.

Vários empresários presentes neste evento não esconderam que andam à espreita de oportunidades de investimento no Algarve. Foi focado neste encontro que a região algarvia tem falta de atividade económica no inverno, tendo sido apontadas como possíveis soluções a criação de parques de atrações, como a Disney em França, para potenciar o turismo nas épocas baixas.

Refira-se, ainda, que os franceses são atualmente os maiores investidores no ramo imobiliário em Portugal.

Entre os atrativos para o investimento estrangeiro em Portugal, os empresários destacaram a estabilidade política, a integração europeia e os benefícios fiscais. Esta gala, frisa a CCIFP, surge assim no sentido de “reforçar o interesse dos empreendedores baseados em França, a fim de estabelecer vínculos estreitos com os empreendedores de Portugal e de esboçar futuras parcerias”.

“Esse tipo de manifestações traduz-se pelo aumento das trocas comerciais e da descoberta de oportunidades de investimento”, rematam os responsáveis.

Por seu lado, a Câmara de Faro, que estabeleceu um acordo de cooperação com a Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa, em 2014, com vista a desenvolver o investimento produtivo local, também faz um balanço positivo do evento. “O programa deu a conhecer as oportunidades de investimento que Faro hoje apresenta e que tornam o concelho num potencial acolhedor de cada vez mais empreendedores, que procuram investir de forma segura num município que garante um clima económico e social favorável para o crescimento e desenvolvimento dos seus projetos empresariais”, acentuou o município em comunicado.

JA

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste