José Mourinho processa bruxo queniano

José Mourinho vai processar o bruxo queniano Mzee Makthub por ter posto “em causa a dignidade profissional e a fé católica” do treinador português de futebol, ao afirmar que este lhe pedira ajuda “para triunfar” no Real Madrid.

A revelação foi hoje feita à agência Lusa pelo assessor de José Mourinho, Eládio Paramés, um dia depois de a agência noticiosa francesa AFP ter divulgado as declarações do bruxo, que depois foram reproduzidas por vários jornais, inclusive portugueses. “Já accionámos todos os meios legais ao nosso alcance para levar a tribunal os autores e os mensageiros desta estúpida notícia”, disse Eládio Paramés, adiantando: “Seguramente, o bruxo que proferiu tais declarações, pondo em causa a dignidade profissional e a fé católica de Mourinho, não adivinhou o caro que isso lhe vai custar”.

Mzee Makthub afirmou que, durante as suas férias no Quénia, no início do mês, o novo treinador do Real Madrid o teria contactado e a mais três bruxos para que estes o ajudassem “a triunfar no seu novo trabalho”. Notícia “estúpida” “É das notícias mais estúpidas que tenho lido nos últimos anos a propósito de José Mourinho”, referiu Eládio Paramés, sublinhando que o treinador português “é profundamente católico e para conquistar vitórias acredita essencialmente no seu trabalho”.

O assessor de Mourinho considerou ainda “lamentável” que a informação tenha sido veiculada na comunicação social “sem uma única tentativa de confirmação”.

Advertisements
Tamanho da Fonte
Contraste