Lagoa: AR aprova salvaguarda de zona húmida ameaçada

As obras de terraplanagem foram iniciadas em janeiro de 2017, o que provocou uma onda de protestos por parte de cidadãos locais

A Assembleia da República aprovou na semana passada um projeto de resolução pela salvaguarda das Alagoas Brancas, uma zona húmida localizada no concelho de Lagoa, nas traseiras do recinto da Fatacil.

A iniciativa parlamentar foi apresentada pelo BE e teve os votos favoráveis do Bloco, PCP, PEV e PAN, e a abstenção do PS, PSD e CDS.

O documento recomenda ao Governo “a tomada das medidas necessárias para salvaguardar a zona húmida sazonal de água doce das Alagoas Brancas, impedindo a sua destruição iminente”, e proceda a “um estudo pormenorizado do espaço com vista à sua classificação ambiental”.

Já no final de janeiro, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) tinha considerado que a zona húmida das Alagoas Brancas não apresenta valores que justifiquem a classificação de área protegida.

Esta zona foi destinada a um empreendimento comercial, que começou a ser construído no início de 2017. No entanto, esta operação foi suspensa apenas algumas semanas depois pela Câmara de Lagoa, devido a uma irregularidade de licenciamento. Ainda assim, o promotor do hipermercado tem licença para avançar com as obras naquele local.

A zona está classificada no Plano de Urbanização (PU) daquela cidade, desde 2008, como zona de expansão urbana para atividades comerciais, ou seja, é possível construir naquela área.

- Publicidade -

NC|JA

- Publicidade-spot_img

Deixe um comentário

+ Populares

- Publicidade -castro-marim-santos
- Publicidade-spot_img

Leia Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Tem uma Dica?

Contamos consigo para investigar e noticiar

Tamanho da Fonte
Contraste