Lagos é cidade há 440 anos

.

No dia 27 de janeiro de 1573, por carta régia de D. Sebastião, a vila de Lagos é elevada a cidade. Este facto tornou Lagos numa das mais importantes localidades da história de Portugal e o local escolhido para a partida das primeiras caravelas dos Descobrimentos. O município vai assinalar esta data com diversas iniciativas

Está tudo a postos em Lagos para a comemoração dos 440 anos de elevação a cidade. Para assinalar a data (27 de janeiro), a autarquia preparou algumas iniciativas de promoção turística do concelho, que procuram dar a conhecer um pouco mais da história local, que se confunde também com a história de Portugal e do próprio mundo.

“A elevação de Lagos a cidade representa um dos momentos mais significativos da história local, constituindo o reconhecimento claro da importância e do trajeto percorrido desde a atribuição do Foral, por D. Manuel I em 1504, até à sua elevação em 1573, por D. Sebastião”, realça a câmara municipal, salientando que este facto “levou à instalação na cidade dos governadores do Reino do Algarve, tornando-a numa das mais importantes localidades que se destacaram na história de Portugal”.

“Daqui partiram igualmente as primeiras caravelas, abrindo caminho às grandes navegações dos Descobrimentos, e com as mesmas a abertura da Europa e da Cristandade a todo o mundo então desconhecido”, sublinha a autarquia.

O município lembra ainda que Lagos já foi “a cidade mais cosmopolita dos séculos XV e XVI no contexto nacional”, tornando-se num “centro privilegiado e de encontro de gerações, culturas e civilizações”.

Valorizar a história local

É para recordar este passado glorioso que a autarquia preparou diversas iniciativas de cariz lúdico e culturais. As comemorações dos 440 anos de elevação de Lagos a cidade incluem igualmente uma ação de promoção turística, marcada para o próximo dia 24 de janeiro, destinada a “promover o património cultural, ambiental e a potenciar a capacidade de atração do município enquanto destino de excelência, numa ótica de valorização da sua história, da sua cultura e da sua identidade enquanto cidade dos descobrimentos”.

Para este mesmo dia está igualmente previsto o lançamento do livro “Legado do Conde de Ferreira no Algarve”, da autora Idalina Rodrigues, no Centro Cultural de Lagos, e, para o dia seguinte, uma visita guiada ao centro histórico.

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste