Leitura do acórdão do processo Casa Pia adiada para Setembro

Os juízes do processo Casa Pia decidiram-se esta quarta-feira por um novo adiamento da leitura do acórdão para o dia 3 de Setembro. A decisão do colectivo presidido pela juíza Ana Peres, que tem por base o argumento da “complexidade” de um caso com 826 crimes e 32 vítimas, é tomada numa altura em que Carlos Cruz, entre os arguidos do processo, se desdobra em críticas ao Ministério Público e “a um dos membros” do Tribunal.

A leitura do acórdão do processo Casa Pia, cujo julgamento se prolonga há mais de cinco anos, estava prevista para 5 de Agosto. A data inicial era 9 de Julho. O colectivo de juízes presidido por Ana Peres decide-se agora por novo adiamento. O desfecho do julgamento, em curso nas Varas Criminais, no Campus da Justiça de Lisboa, deve agora ser conhecido a partir das 9h30 do dia 3 de Setembro.

O Conselho Superior da Magistratura explica, em comunicado, que o despacho do colectivo de juízes refere, como justificação para o adiamento, “a complexidade do processo”, acrescentando que “a fase essencial” é “a elaboração do acórdão”. “Tendo em conta o número de crimes acusados, as pessoas identificadas como vítimas, as 800 pessoas que foram ouvidas, o facto de o processo contar já mais de 66 mil páginas e ter cerca de 570 apensos (alguns deles com mais de dez volumes) (…) torna-se necessário mais algum tempo real para a escrita deste acórdão”, indica a nota.

AL/JA

pub

 

 

pub

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste