CULTURA ÚLTIMAS

Língua portuguesa celebrada na fortaleza de Sagres

.
.

“Sonhar em Sagres” é o nome da iniciativa que a Direção Regional de Cultura do Algarve e a Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo vão organizar, no próximo dia 10 de junho – Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas –, pelas 16h00, na fortaleza de Sagres.

Sagres, lugar mítico, finisterra de “lugares sonhados”, vive, na comunidade local, o projeto “Eu Sonhava”, organizado, promovido e implementado pela Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo. “Eu Sonhava” tem como objetivo concretizar um sonho da vida dos seus utentes, motivando-os para conservar a esperança e a capacidade de sonhar até ao fim. Esses sonhos materializam-se, entre outros, na edição de um livro de poesia.

A iniciativa “Sonhar em Sagres” abraça este projeto, homenageando a língua portuguesa nas suas diversas expressões, como a poesia, a literatura para a infância, os provérbios e os “sonhos” … em Sagres.

O programa inclui as apresentações do livro de poesia “Coleção de Epifanias”, da autoria de Cláudio Guimarães dos Santos, e do livro para crianças “Na Cuca do Coqueiro”, de Amanda Bittencourt. Segue-se a apresentação de Rui Soares (pedagogo e presidente da Associação Internacional de Paremiologia) com “O provérbio como espelho da língua portuguesa”.

Já Armindo Vicente, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Bispo, falará da “Importância das Instituições Sociais na Sociedade”, seguido de poesias dos utentes idosos desta instituição. A Academia de Música de Lagos encerrará esta sessão com um concerto.

JA

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste