.
ALGARVE POLÍTICA Primeira

Linha do Algarve teve 31 comboios suprimidos em apenas três semanas de dezembro, garante PCP

O Grupo Parlamentar do PCP anunciou que questionou o ministro do Ambiente e Ação Climática sobre os atrasos e supressão de comboios na Linha do Algarve, que segundo o partido ascendeu a 31 comboios regionais entre Faro e Vila Real de Santo António e entre Faro e Lagos em apenas três semanas.

Na pergunta ao Governo, os comunistas recordam que, por três vezes, no ano de 2017, o seu Grupo Parlamentar questionou o Governo sobre atrasos e supressão de comboios na Linha do Algarve.

“Nas várias respostas, o Governo em funções, foi reconhecendo “que atrasos e supressões de comboios causam grandes constrangimentos aos utilizadores”, informava estar a promover “os maiores esforços na melhoria de qualidade do serviço prestado”.

“Contudo, volvidos mais de dois anos, a Linha do Algarve continua a registar um elevadíssimo número de supressão de comboios. De acordo com um levantamento promovido pelo PCP, no último mês de Dezembro de 2019, em apenas 3 semanas, foram suprimidos 31 comboios regionais entre Faro e Vila Real de Santo António e entre Faro e Lagos”.
Segundo o Grupo Parlamentar comunista, a ocorrência destas supressões de comboios não é alheia a um conjunto de problemas na Linha do Algarve para os quais o PCP tem vindo a chamar a atenção e “que carecem de resolução urgente”.

“Mesmo antes da concretização da eletrificação da Linha do Algarve (cuja conclusão foi anunciada pelo Governo para 2021), podem e devem ser realizadas outras intervenções visando a prestação aos utentes de um serviço de melhor qualidade, designadamente a melhoria do material circulante, garantindo a sua fiabilidade e maior comodidade para os utentes”, conclui o PCP, que promete dar conta, oportunamente, da resposta do ministro.

Tamanho da Fonte
Contraste