CULTURA ÚLTIMAS

Livros: José Cruz lança “A Misteriosa Sovieta Ulianova”

.
.

Esta quinta-feira, às 18h00, será apresentado na Biblioteca Municipal Vicente Campinas, em Vila Real de Santo António, o novo romance de José Estêvão Cruz, “A Misteriosa Sovieta Ulianova”, com produção da Viprensa, empresa editora do Jornal do Algarve.

A globalização avança. Um amor nascido indestrutível vacila sob a influência de uma estranha com misterioso poder. Pedro, quadro superior na Banca, é nomeado para dirigir uma sucursal bancária em Moscovo. Como colaboradora principal, é-lhe apresentada uma cidadã russa, Sovieta Ulianova.

Para espanto de Pedro, é a mesma mulher que trabalhava no serviço de mesa do navio no cruzeiro turístico onde viajara, dez anos antes. Amélia, a mulher de Pedro, pequena empresária do sector imobiliário no Algarve, recebe uma chamada inesperada. Pedro anuncia-lhe que não voltará para casa como se a deixasse para sempre. Descobrir a razão porque foi abandonada é o propósito de Amélia. Saber se pode ter Sovieta é o intuito de Pedro. Ela esconde um estranho poder.

O novo livro fica, na mesma data, disponível em formato digital nas lojas Amazon.com, onde se encontra o resto da obra do autor, com excepção do livro de contos “Marés Travessas” disponível na Escrytos da Leya.

José Estêvão Cruz nasceu a 20 de Julho de 1947 em Vila Real de Santo António. Foi bancário de profissão e músico. Colaborou em órgãos de informação locais, re­gionais e nacionais, tendo dirigido a Redacção do Jornal do Algarve.

Foi galardoado como 1.º prémio de jornalismo da Região de Turismo do Algarve, ex-aequo. Desempenhou vários cargos políticos no Poder Local e Regional, foi deputado na Assembleia da República.

Já escreveu “A Flôr e a Arma Flôr” (teatro infantil, 1975), “Sol e Sal” (romance, 1996), “Neurónios Flutuantes” (poesia, 1999), “Brumas de Barra” (poesia, 2011), “Marés Travessas” (conto, 2013), “Xá e Luís na Circunstância” (romance, 2014), “Águas Vivas de Levante, Livro Primeiro” (romance, 2015) e “Multiversos” (poesia, 2016).

Orientou a antologia de poesia popular “Outonos Inquietos”, a monografia Monte Gor­do, “Desenhando o Azul do Mar”, da autoria de Luís Viegas, e o livro “História da Náutica de Recreio no Rio Guadiana”, em parceria. Participa nos movimentos “Poetas do Guadia­na”, do qual foi co-fundador, e Palavra Ibérica.

PUB
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste