ALGARVE

Loulé continua a plantar árvores para ampliar zonas verdes

.

O Município de Loulé voltou a assinalar o Dia Internacional das Florestas (21 de março), com um conjunto de iniciativas que visaram sensibilizar a população, especialmente a comunidade escolar, para a importância de preservar este património de todos.

Depois de em 2017 a autarquia ter superado largamente o número inicialmente previsto de 1 milhar de árvores plantadas durante o ano, neste Dia Internacional das Florestas as plantações voltaram a estar em destaque, com ações nos estabelecimentos de ensino.

Assim, no dia 21, 49 estudantes e 3 professores da Escola Secundária de Loulé participam em mais uma ação do projeto “Rede de Anfitriões” na aldeia do Ameixial. A ideia foi promover a cooperação de sinergias entre o litoral e o interior, com distintos grupos etários, ao mesmo tempo que se requalificaram algumas áreas desta freguesia com a plantação de 50 sobreiros, espécies autóctones, envolvendo e sensibilizando os participantes na melhoria da sua qualidade ambiental.

Já em algumas escolas do Agrupamento Drª Laura Ayres, em Quarteira, bem como na Escola EB 2,3 Engº Duarte Pacheco, em Loulé, várias turmas participaram na plantação de espécies arbóreas, tornando os estabelecimentos de ensino e zonas circundantes mais verdes.

Esta sexta-feira, 23 de março, na Escola Secundária de Loulé, depois de uma sessão de sensibilização em sala, realizou-se uma ação de plantação de plantas autóctones com vista à reabilitação do espaço escolar, que contou com a colaboração do Rotary Club de Loulé. Os alunos do ensino secundário foram, assim, e nesta ocasião, convidados a participar no projeto fotográfico “Negativos, Positivos – Portugueselily” através de uma sensibilização para a importância da criatividade e o convite à redação de uma pequena história por cada uma das árvores plantadas.

Destaca-se ainda, na manhã de hoje, no Parque Municipal de Loulé, a participação de 150 alunos do 1º ciclo numa ação de plantação que nasceu da parceria de vários serviços municipais (Divisão de Ambiente, de Transportes e Oficinas, Unidade Operacional de Educação Ambiental, Serviço Municipal de Proteção Civil, Segurança e Florestas e Bombeiros Municipais de Loulé) e ainda da Guarda Nacional Republicana.

Refira-se que, através da promoção de ações plantação, Loulé continua a ampliar e a reforçar as suas manchas verdes, importantes núcleos de produção de oxigénio e de fixação e absorção do dióxido de carbono, um dos maiores responsáveis pela atual problemática das alterações climáticas. Ao longo de todo o ano, a Autarquia tem a preocupação de investir na colocação de espécies arbóreas, em diversos espaços verdes públicos.

A distribuição de espécies arbóreas e arbustivas à população, assim como material de sensibilização sobre a temática das florestas, foi igualmente uma das iniciativas realizadas. Esta ação decorreu na Cerca do Convento, em Loulé, e na Rua Vasco da Gama, em Quarteira, e no total foram distribuídas 2000 espécies, entre sobreiros, azinheiras, alfarrobeiras, alecrins, alfazemas, entre outras.

Advertisements
%d bloggers like this: