ALGARVE

Loulé: GNR constitui duas arguidas por burla e falsificação de documentos

burlas loule out 2021
A Guarda Nacional Republicana (GNR) de Loulé constituiu arguidas duas pessoas pelo crime de burla e falsificação de documentos para “obtenção ilícita de rendimentos” com arrendamentos e administração de imóveis, anunciou a força de segurança.

Os suspeitos, um homem de 42 anos e uma mulher de 46, terão atuado de forma a obterem enriquecimento ilícito no concelho de Loulé, através de falsos contratos de arrendamento, faturas e recibos, indicou a GNR em comunicado.

A atuação dos arguidos terá causado “elevados prejuízos patrimoniais junto de empresas imobiliárias e particulares”, adiantou aquele órgão de polícia criminal.

A investigação da GNR que decorria há cinco meses, culminou com uma busca domiciliária, que resultou na apreensão de computadores, telemóveis e “documentação falsificada, utilizada para a celebração de contratos fraudulentos e administração de propriedades imobiliárias”.

PUB
Tamanho da Fonte
Contraste