Macaco sucede a Deolinda no festival Al-buhera

O primeiro dia do Festival Al-Buhera juntou milhares de pessoas no centro antigo da cidade. A mostra de artesanato encantou os visitantes que terminaram a noite ao som de Deolinda.

Miúdos e graúdos, residentes e visitantes, espalharam-se pela Avenida 25 de Abril, Largo Eng.º Duarte Pacheco, Praça dos Pescadores e Av. da Liberdade, para ver de perto a mostra de artesanato e gastronomia. Peças únicas elaboradas pelas mãos dos artesãos locais, desde bordados a bijutaria, passando
pela escultura ou pintura, encontram-se em exposição em 65 tendas.

À noite, o tão aguardado concerto com os “Deolinda” encheu a Praça dos Pescadores de público para aplaudir de perto as canções cheias de graça deste grupo que casa a música popular portuguesa com a pop acústica e o fado. Pela primeira vez a actuar em Albufeira, a banda liderada pela voz de Ana Bacalhau cantou alguns dos temas mais conhecidos como “Fado Toninho”, “Fon-Fon-Fon” ou “Movimento Perpétuo
Associativo” e apresentou o seu mais recente trabalho “Dois Selos e Um Carimbo”.

Hoje o Festival continua com mais música e animação de rua. A Praça dos Pescadores volta a receber um grande concerto. Desta vez são os espanhóis “Macaco” a fazer a festa. As boas vibrações que giram em volta deste grupo multicultural prometem contagiar Albufeira.

Advertisements
Advertisements
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Tamanho da Fonte
Contraste