ÚLTIMAS

Mais de 8000 pessoas detidas em quatro dias em operação europeia

Mais de oito mil pessoas foram detidas em quatro dias de operação conjunta entre 15 países europeus, incluindo Portugal, onde as forças de segurança detiveram 185 pessoas.

Segundo fontes policiais espanholas citadas pela agência de notícias EFE, entre os dias 07 e 10 de junho, o primeiro dispositivo especial conjunto contra o crime organizado realizou mais de 1,2 milhões de operações de controlo nos 15 países.

Na Operação Global Europeia participaram 256 700 agentes dos 15 países: Portugal, Bélgica, Bulgária, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Lituânia, Malta, Polónia e Roménia.

As forças policiais apreenderam ainda um total de 468 armas e verificaram milhões de passaportes e documentos de identificação, segundo fonte oficial.

Realizaram-se mais de 10 526 intercâmbios de informação entre as polícias dos diferentes países, bem como 500 contactos fronteiriços, que permitiram a detenção de suspeitos relacionados com o tráfico de droga e de pessoas, armas ou veículos.

Em Portugal foram realizadas cerca de seis mil fiscalizações no âmbito desta operação, segundo número divulgados há mais de uma semana pelo Gabinete Coordenador de Segurança.

Das 185 detenções realizadas pelas autoridades portuguesas, 21 foram por posse de droga, 25 por permanência ilegal no país e as restantes 102 pela prática de crimes diversos e por posse ilegal de armas ou mercadorias.

Foram ainda detidas 37 pessoas que eram procuradas pela prática de crimes.

Foram também apreendidos quatro quilos de droga, 113 mil euros, 20 armas e recuperados 10 veículos.

Este foi o resultado das fiscalizações em 2266 veículos, 320 embarcações, 37 contentores, 3089 bagagens e 372 estabelecimentos e da verificação de 15 277 passaportes.

A operação em Portugal – dirigida pelo Gabinete Coordenador de Segurança, integrado no Sistema de Segurança Interna – mobilizou cerca de 4900 elementos da GNR, PSP, Polícia Judiciária, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Polícia Marítima e Direção Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo.

ARP/CC

Lusa/JA

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Advertisements

Assine já com 10% de desconto. Cupão: CPNOVO Ignorar

Tamanho da Fonte
Contraste
%d bloggers like this: